EDITORIAL

 

 

A revista Specific é uma publicação que surgiu de uma necessidade sentida e partilhada por um grupo de docentes de Inglês para Fins Específicos (IFE), ao constatar que, apesar dos estudos sobre IFE não serem uma novidade, à data, em Portugal, não existia qualquer publicação de e para Línguas de Especialidade. Assim,de modo a reflectir sobre formas de responder à necessidade que docentes, investigadores e profissionais têm de partilhar e debater experiências e metodologias conducentes a uma melhoria do ensino e da aprendizagem e, consequentemente, a uma permanente actualização sobre a matéria e valorização profissional, surgiu o projecto para a criação de uma revista dedicada à área do Inglês para Fins Específicos.

A Specific surgiu em 2003, é uma publicação anual e tem como principal objectivo a divulgação de trabalhos científicos realizados em diversas áreas do Inglês para Fins Específicos por docentes e investigadores, nacionais e estrangeiros, cujos contributos estimulem e divulguem o desenvolvimento desta temática,  nomeadamente no que diz respeito à descrição linguística de variedades particulares do inglês e a sua aplicação a questões metodológicas específicas.

A Specific pretende igualmente constituir um espaço de intercâmbio de ideias, problemas e experiências provenientes de diversos campos do IFE, tanto no plano da construção teórica como no da prática. A clarificação e o incremento das interacções entre teoria e prática constituem objectivos e tarefas que merecem ser divulgados e desenvolvidos.

A revista dispõe de um corpo editorial constituído por quatro editores, bem como de um quadro de consultores que formam a comissão científica, representando várias especialidades e áreas, e cujo objectivo é avaliar, de forma independente e sob anonimato, os artigos propostos para publicação. Os editores apoiam-se nessa avaliação para a selecção dos artigos a publicar.

Acrescente-se que os temas que se pretendem abordados e tratados na perspectiva do Inglês para Fins Específicos são: a análise do discurso, a aquisição da língua estrangeira (em contextos específicos), a utilização das novas tecnologias no ensino/aprendizagem do inglês, o desenvolvimento e avaliação do Curriculum, a preparação de materiais, técnicas de ensino e avaliação, a eficiência de várias abordagens ao ensino e aprendizagem do inglês como língua estrangeira e a formação de docentes.

A revista Specific aceita, igualmente, artigos que identifiquem aspectos e necessidades importantes para o desenvolvimento da área do Inglês para Fins Específicos e que explorem áreas onde a prática do inglês para estes fins possa ser expandida. Desta forma, serão aceites artigos que apontem meios de cooperação entre os programas curriculares e os interesses vocacionais/ profissionais dos estudantes e trabalhos que abordem as implicações que a investigação em outras disciplinas possa ter para a área do Inglês para Fins Específicos.

 

 
 

All Rights Reserved.